quarta-feira, 29 de maio de 2013

VIAGEM AO CHILE - SET 2012


SANTIAGO DO CHILE

Moneda
Vamos conhecer um pouquinho sobre o Chile, principalmente sua capital Santiago.
Esta viagem foi uma grata surpresa! Foi programada para todos os 13 irmãos de meu pai e respectivos esposos. E nenhum deles tem menos de 60 anos!! Confesso que me preparei para uma estada problemática no Chile mas me surpreendi. Foi muito divertido e tudo correu bem. Apenas alguns desatentos, como é característica da família, que nos denominamos "os cantimiros" pois este era o nome de meu avô. Já em São Paulo, com tudo pago, 3 não puderam embarcar: apresentaram a Carteira de Motorista e outros a Carteira de Identidade com mais de 10 anos!! Nenhum destes documentos é aceito para embarcar para o Chile. Precisa ter a Carteira de Identidade com menos de 10 anos de emissão ou o Passaporte.
No aeroporto mesmo de São Paulo trocamos os pesos necessários. Eu uso sempre o cartão de débito VISA porque acho mais prático e é aceito em quase todos os lugares.A viagem foi excelente e a chegada a Santiago é linda quando o piloto dá um vôo rasante na Cordilheira dos Andes!
Pena que fomos durante baixa temporada, era setembro, e o volume de neves estava bastante reduzido. Mas mesmo assim foi demais!!E estrutura turística do Chile é de primeiro mundo, o que tornou a viagem muito fácil e agradável. Bons hotéis, bons guias e sistema de transporte eficaz, tudo isso num belo cenário!
Como eu era a mais jovem do grupo, falo um pouco de espanhol e tenho experiência com viagens, assumi logo o posto de guia desta turma de tios incomuns!!


Antes de mais nada, pesquisei bastante e com antecedência com amigos e em blogs para fazer um roteiro de viagem que fosse exeqüível com este grupo de pessoas.Tudo anotadinho no Diário de Viagem que é pra não esquecer nenhum detalhe!


Então, chegando ao aeroporto de Santiago já tarde da noite, achei melhor contratar logo uma van ali no aeroporto mesmo e não me arrependi. O preço foi justo e rapidinho estávamos descansando no hotel. Utilizamos os serviços da empresa Transfer Delfos.
O hotel Diego de Velazquez, apesar de não ter nada demais, é bom e bem localizado, no Bairro Providência, a 50 metros do metrô. E estando no metrô, muitos dos principais pontos turísticos de Santiago logo são alcançados.
    Nos 7 dias que permanecemos lá fizemos os principais passeios recomendados.
O hotel nos indicou um guia fantástico – Cristian Martinez Soto, wwwclieanmountain@hotmail.com . Com muito conhecimento da cidade, das atrações e de sua história, extremamente educado e paciente. Nem preciso dizer que acabamos ficando com ele durante todo o período que permanecemos no Chile. E nem dava para ser de outra forma, com meus tios que já começavam o dia com seus coquetéis de medicamentos!!
Santiago é uma cidade moderna, muito limpa e com vários monumentos e parques bem conservados. Não é atoa que tem sido tão procurada como opção para os turistas brasileiros. Tudo é muito organizado e as mazelas da cidade grande não estragam o passeio. A vista da cordilheira de fato é indescritível e as instalações, de primeira.
No primeiro dia fizemos um tour na cidade de Santiago começando pelo prédio da Universidade católica e ao Cerro Santa Lúcia, que tem algumas lojas de artesanato e uma bela vista da cordilheira.



O Chile também teve sua população indígena e suas culturas destruídas pelos dominadores espanhóis com seu clero intolerante. Entretanto, aos poucos o turismo resgata esta memória...


Em seguida, demos inicio ao nosso City Tour pelo centro histórico, Bellavista, Las Condes e Vitacura. Passamos pelo Museu de Belas Artes, Univ. Católica, Plaza das Armas com os prédios do Correio ,a Catedral Metropolitana e a Prefeitura. Um breve tour pelo palácio de La Moneda e sua história, com as exposições de Arte.

Vi esta foto da amiga Rose Flor e me deparei com o mesmo reflexo e não resisti..

Plaza das Armas 
Prefeitura de Santiago

 





 

Em Setembro, a temperatura estava em torno de 4ºC e ajustamos nosso principal passeio, ao Nevado Del Ruiz, para o 3 dia pois estava nevando e lá fomos nós!! Uma subida sem fim, muito estreita e cheia de curvas! Os carros sobem pela manhã e descem após as 16 hs..

 




 



fazenda de lhamas
 
Claro que é de mentirinha...





Nevado Del Ruiz e seu panorama espetacular.



O Nevado Del Ruiz tem pelo menos 3 estações de esqui, com níveis diferentes de dificuldades. Quanto mais no alto, mais difíceis. Com muitos hotéis e casas para alugar, deu bem para ter uma idéia de como será aquilo na temporada. Como não era temporada de neve, os teleféricos estavam desligados e as pistas bloqueadas. Então, o jeito foi brincar na neve por ali mesmo e ter aquela sensação incrível do gelo!
Casa de pedra no Nevado Del Ruiz
Voltando ao entardecer, aproveitamos para apreciar o por do sol e as lojinhas no Parque Arauco, que é fácil de ir do hotel porque fica no final da linha do metrô.
Começamos o 4 dia subindo ao Cerro San Cristóbal, que estava com o funicular ainda em reforma. A subida é fácil, com o onibus públicos que nos levam até o alto e depois é só fazer o mesmo percurso de volta.




Igreja a céu aberto

 

Vale a pena conferir a vista da cidade de Santiago tendo a cordilheira ao fundo. O tempo não ajudou muito. Entretanto, ainda assim,foi um passeio maravilhoso, num parque animado e muito freqüentado pelos chilenos, que sobem tudo aquilo de bicicleta! A bela igreja a céu aberto no alto do Cerro de San Cristóbal.
Já que não desprendemos tanto esforço assim para ir até o alto do Cerro, descemos em direção à casa de Pablo Neruda – Museo La Chascona, que tem um tour com guia que nos dá todas as informações sobre a vida do famoso poeta.
flores na Chascona
la Chascona

 Aproveitei para comprar meu exemplar do livro sobre suas memórias "Confieso que He vivido".O almoço foi uma deliciosa sopa de congrio no boteco GALINDO.Depois de um breve descanso, saímos para almoçar no Mercado Central. Um pouco distante do Cerro San Cristóbal, mas mesmo assim vale a pena ir à pé pois a avenida que dá acesso é belíssima, com muitos parques e ideal para um passeio ao ar livre. No mercado, além de ótimos restaurantes, comidas típicas e artesanatos, você pode conhecer um pouco da cultura chilena, suas músicas e todo o colorido dos Andes.



Aproveitei para conhecer o sabor do imenso caranguejo chileno ,o Centolla. Muito caro, aproveitei para pegar leve com salada. Fica mais em conta também.
Centolla : imensos caranguejos deliciosa salada de CentollaNo sexto dia aproveitamos que estava um dia ensolarado e rumamos para Valparaíso e Vina Del Mar para conhecer o oceano PACÍFICO. Cidades históricas, cassinos e bons restaurantes. Sendo que Valparaíso se destaca mais pela história.Vina Del Mar é uma cidade belíssima com modernos e luxuosos edifícios mas é uma cidade de veraneio. Gostei muito!! Mas não fui capaz de apostar no cassino...


Vina Del Mar
Valparaíso
E neste roteiro não podem faltar as vinículas, motivo de orgulho dos chilenos. Merecido orgulho pois muitos recursos e pesquisas foram empregados para o desenvolvimento deste setor, proporcionado por uma geografia e clima perfeitos, que se aproximam das condições da Califórnia nos EUA. Num vale propício, situam-se quase todas as vinículas que dão tanto orgulho aos chilenos.
Optamos por conhecer a vinícula Emiliana, uma afiliada da Concho y Toro, a mais famosa delas, que tem como principal atração, além do excelente vinho produzido, o manuseio totalmente orgânico, desde a produção. Contando com auxilio de galinhas e alpacas para o controle de pragas e adubação.

 



 Vinícola Emiliana
 Alpaca


Controle orgânico
Para a despedida optamos por um jantar típico no restaurante , foi muito bom! Vinho chileno à vontade, inclusive ganhei de cortesia 2 garrafas que ainda guardo para uma ocasião especial!
O show muito colorido, alegre e envolvente estava concorridíssimo. Ao final, fomos todos dançar a saímos de lá "borrachos"!!!

Despedida de Santiago com chave de ouro!! Na viagem de volta estávamos todos nos braços de Morfeu...


Grupo folclórico RapaNui     O melhor das compras foram os belos casacos de couro a preços inacreditáveis, ali mesmo ao lado do Hotel !! Compramos para toda a família! E nos despedimos da cidade com exageros nos free shopps, principalmente em Sampa.
Agora quero voltar a Santiago no inverno para aprender a esquiar e aproveitar o melhor do Chile! Enquanto isso, é reviver a viagem através dos álbuns...

Fotos by Zizi Seabra














Related Posts with Thumbnails